Porquê pensar em fazer mudanças na alimentação

Tinha 24 anos quando comecei a fazer mudanças na minha alimentação com mais consciência, porque a cozinha e as questões da comida e da alimentação sempre me atraíram:

Quando era pequena e quando estava em casa andava atrás de quem cozinhava a espreitar curiosa o que se fazia e como se fazia.

Na adolescência, quando fiz uma arrumação aos livros apercebi-me da quantidade de livros, revistas, folhetos e coleções de culinária que fui reunindo.

Talvez se possa considerar que esta minha tendência seja uma vantagem quando penso em dedicar tempo à alimentação porque para mim é fácil mergulhar não só no estudo das vitaminas e das enzimas mas também nas várias maneiras de cozinhar tofu ou vegetais.

Mas no momento em que comecei a fazer a minha mudança a minha motivação foi mais ampla: motivava-me encontrar um sentido mais integrado para a minha vida.

O encontro com a Macrobiótica fez todo o sentido para mim quando me apercebi que ela engloba tudo. Desde a culinária até aos hábitos de vida, de acordo com uma vida mais consciente, mais feliz e com mais saúde.

E fiquei muito feliz quando vi que a minha área predilecta, a alimentação, era o factor basilar deste caminho, pois com 24 anos já sentia alguns desconfortos físicos: apesar do meu corpo ter pouca idade para um corpo humano, este já apresentava maleitas.

Nesta fase da vida devemos estar no pico da vitalidade. Devemos acordar cheios de inspiração e com vontade de explorar o mundo. Eu, acordava todos os dias com uma dor na barriga e na zona lombar. Os meus intestinos não estavam a funcionar harmoniosamente e sem esforço e a minha energia vital deixava muito a desejar. Ao começar a estudar Macrobiótica, no Instituto Macrobiótico de Portugal, eliminei alguns alimentos, introduzi outros na minha dieta alimentar e ao fim de um mês os resultados foram visíveis: deixei de ter dores e senti-me com mais energia e mais alegria.

Hoje, após 16 anos, de experimentação e estudo intenso, acordo cheia de inspiração e com vontade de explorar o mundo.

Mudei a forma como comia e o que comia mudou a minha vida.

É a partir de uma boa base que surge tudo o resto.É a partir de uma boa base que surge uma vida fisicamente mais confortável, emocionalmente mais estável e com mais energia de criação. Porque é na base da fonte de energia do ser humano que começa a ocorrer a mudança.

Esta é a minha história. Você terá a sua história.

Mas todos podemos atingir o mesmo objectivo: uma vida mais saudável e a partir daí mais feliz.

Hoje existe muita informação acessível e há cada vez mais pessoas experientes e profissionais a quem podemos recorrer para fazer mudanças de uma forma orientada e equilibrada.

Convido-o/a a parar por um minuto e a observar:

como acorda todos os dias quer fisicamente quer emocionalmente? como está a funcionar o seu corpo diariamente?qual a qualidade das suas refeições? com que qualidade quer viver a sua vida?por onde pode começar?

Porque não hoje, na próxima refeição?

Desejo-lhe uma vida saudável e feliz 🙂

Sopa!
Proteger a atenção