Retornar à essência, o que os rins gostam – inclui vídeos.

No capítulo 80 Livro Imperador Amarelo um clássico que se baseia em textos com mais de dois mil anos refere a importância de evitar o movimento ascendente criado pela irritabilidade relacionado com o fígado – especialmente nos adultos.

Se este movimento é inofensivo na criança nos adultos pode ser fatal. Pode ir desde a uma sensação de azia que sobe a um acidente vascular cerebral.  

Este perigo tem origem na falta de “lastro” que se associa aos rins e à essência. Este “lastro” é uma energia basal e densa. Numa criança saudável expressa-se nos ossos que são sólidos e no corpo que é tónico e compacto, mas ao mesmo tempo flexível.

Esta densidade confere a capacidade que as crianças têm de retornarem ao seu centro, à sua essência com relativa facilidade – chora e momentos depois está feliz. É capaz de se irritar com um adulto e minutos depois está ao seu colo a pedir para que brinque com ela.

No caso da maioria dos adultos uma irritabilidade causada por alguém pode criar dias de ressentimento, às vezes semanas, anos ou passado como herança às gerações seguintes, que continuam a perpetuar este movimento inicial de raiva. 

Retornar à essência da energia que o rim confere ao ser humano refere-se a voltar à origem, voltar ao que nos move, ao Sonho e que quando se conecta com esse estado – pela certeza que ele confere – colocam-nos em contacto com o nosso propósito de vida, mostrando o que é acessório do fundamental.

E que a raiva afinal é inútil ou que se surge não deve ser perpetuada. 

Aspectos a ter em conta que beneficiam os rins, a essência, re-orientam-na e que poderão produzir um fígado que direccione a raiva – num sentido criativo e construtivo. 

  • Deitar-se antes das 10h da noite,
  • Uso moderado de sal – o sal deve ser como o contrabaixo nas orquestras, se se sente é porque está a mais, ou, se não se sente é porque não está, 
  • Utilizar sal de qualidade – integral e nacional,
  • Criar momentos de Estar em Ser em vez do Fazer ininterrupto – DDR (Dose diária recomendada) pelos menos durante 20 minutos,
  • Realizar exercícios para o fortalecimento das pernas,
  • Preferir às escadas ao elevador, suba em “bicos de pés” sempre que se lembrar,
  • Evitar proteína de proveniência animal e consumir mais leguminosas que colocam menos carga sobre a função de filtragem do sangue,
  • Desconectar como forma de poupar energia e estar menos na Resposta e mais na Escuta, da natureza e da sua natureza,
  • Cultivar o hábito da mono tarefa,
  • Beber apenas quando se têm sede – se urina está clara está a beber demais, se está escura a beber de menos,
  • Passar menos tempo na posição sentada, se não tem alternativa levante-se e alongue a cada 30 minutos. 

Boas práticas. 

Chi Kung Radical - inclui vídeo
Diagnosticar o seu Fígado segundo a Medicina Tradicional Chinesa