Viajar de A para B – Parte 2

Uma viagem é feita de escolhas e a viagem de A para B também.

Mesmo que seja feita de apenas uma escolha.

Se não houver escolha não existe movimento e mesmo assumir que se quer ficar parado é também por si só uma escolha.

Existem várias formas que nos levam a escolher..

  • Escolhas mecânicas ou por impulso. Escolhemos por hábitos e pelo instinto.
  • Escolhas Sensoriais. Escolhemos pela cor, formato, textura, cheiro e paladar da situação.
  • Escolhas emocionais. Escolhemos pelas memórias que agradáveis ou desagradáveis que esta escolha  representa.
  • Escolhas intelectuais. Por aquilo que se ouve ou lê e muito pouco por aquilo que se experiência.
  • Escolhas sociais. Pensamos nos outros e escolhemos de acordo com o que é socialmente correto ou que está na moda.
  • Escolhas ideológicas. Escolhemos segundo preceitos ou dogmas impostos pela religião, pelo partido, pela empresa, pelo guru.

Caminhar de A para B inclui encontrar a melhor forma de lidar com estas possibilidades. e o B não é talvez o mais importante, mas sim o tomar contacto com todas as escolhas possíveis a cada passo.

E para si? qual é a viagem de A para B que neste momento investe o seu tempo e que faz sentido?

Envie-me um email ou partilhe abaixo.

Receba o nosso programa de regeneração pessoal

Entregue directamente na sua caixa de correio, durante os próximos 15 dias